Enfermeira missionária – Samantha Torres

samnMeu nome é Samantha, tenho 24 anos, sou natural do Rio Grande do Sul e sou enfermeira. Sempre me impressionei com histórias de missionários que dedicavam a sua vida em prol de pessoas desconhecidas em lugares distantes. Ouvia sobre uma lancha que andava pelos rios da Amazônia levando atendimento de saúde. Logo que entrei na faculdade de enfermagem, me inscrevi em vários sites de voluntariado, e para a minha tristeza, descobri que aquela lancha não estava mais em funcionamento. Mas, havia um projeto que realizava o mesmo trabalho. Então eu me inscrevi.

Ao final do último estágio curricular eu me vi muito confusa. Não sabia qual direção tomar depois de formada. E orei para que Deus guiasse a minha vida.samnatha q

Fiz um acordo. Eu iria tentar todas as possibilidades, e a porta que se abrisse, seria a resposta de Deus.

A partir de então, somente esta porta se manteve aberta, era inquestionável o desejo de Deus. Então Ele colocou pessoas que me ajudaram financeiramente e me trouxeram até a Amazônia.

Depois de três meses de curso preparatório, eu ainda não sabia onde iria trabalhar. Então, fui informada que seria enfermeira da lancha Luzeiro XXI. Aquela lancha que havia despertado em mim o desejo de ser missionária. Eu teria esse privilégio.

Foram nove meses morando na comunidade Rosa de Saron, uma comunidade pequena e simples, distante sete horas da cidade, sem luz elétrica 24 horas, sinal telefônico ou qualquer comunicação. Nesta comunidade há uma casa da ADRA, onde um dos quartos é adaptado como um pequeno ambulatório e farmácia. Ali também ficam todas as embarcações da ADRA..

samantaAtendi inúmeros ribeirinhos, tanto na comunidade como na lancha. Cada um era um grande desafio. Eu orava pra Deus para que Ele me capacitasse e usasse as minhas mãos, e várias vezes eu senti que não eram as minhas mãos que faziam muitos procedimentos

sam

Então, eu entendi porque Deus havia me trazido até a Amazônia. Ele queria usar as minhas mãos para aliviar o sofrimento, mas muito mais, queria usar cada pessoa que eu conheci e cada situação que eu vivi para me ensinar sobre o seu amor e o seu plano de redenção. Eu imaginava que viria até aqui para salvar vidas, mas na verdade, Deus me levou aquele lugar para que eu fosse salva.

Todos temos essa porta aberta, basta se colocar nas mãos de Deus. Ele deseja que atuemos nesta obra grandiosa e espera salvar muitos para o seu reino, inclusive você.

samnatha 3