Mudança de vida – Marcos Roberto

Marcos Roberto encontrou na comunidade terapêutica Pró-Vida a ajuda necessária para abandonar o uso de drogas

foto 1 (2)

O projeto Pró-Vida, que já beneficiou aproximadamente 800 pessoas

No ano de 1987, a Organização das Nações Unidas (ONU) determinou 26 de junho como o Dia Internacional de Combate ao Tráfego e Uso de Drogas. Segundo o Relatório Mundial sobre Drogas, divulgado em 2013 pela ONU, o número de dependentes químicos cresceu no Brasil. O consumo de cocaína, por exemplo, atingiu cerca de 3,3 milhões de habitantes em 2011. Procurando diminuir estes números a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA), criou o projeto Pró-Vida, que já beneficiou aproximadamente 800 pessoas.

A história de Marcos Roberto é o exemplo de uma pessoa transformada. Através da influência de amigos, ele foi apresentado às drogas quando ainda era jovem. Seus primeiros vícios foram o fumo e o álcool e, em pouco tempo, tornou-se um usuário de drogas, aprofundando cada vez mais o consumo de maconha e cocaína. Casou-se e constituiu uma família, mas seu salário era quase sempre voltado para manter o vício. “Eu recebi um salário de um mês de trabalho e comprei uma lata de leite Nan, foi a única coisa que eu comprei para minha família com quase dois mil reais”, conta.

Preocupada com a situação do filho, Irailde Corrêa o convidou para morar em sua casa. Pela influência de sua mãe, Marcos realizou quatro tratamentos para deixar o vício, mas nenhum teve resultado. “O meu fundo do poço foi chegar aos 57 quilos, sendo usuário de crack. Pensei que ia morrer”, relata.

Sua transformação ocorreu quando surgiu a oportunidade de realizar o tratamento no Pró-Vida. Através do trabalho no campo, relacionamento e atividades espirituais sua saúde foi reestabelecida. “Senti que algo estava acontecendo, porque não senti abstinência, senti alegria”, diz. Hoje Marcos se vê livre das drogas, é um bom esposo e um pai responsável. Quando é convidado para dar palestras, compartilha sua experiência de vida com jovens e adultos.

marcos 2

Marcos e sua família, são gratos a ADRA Brasil por proporcionar essa mudança em sua vida

O Pró-Vida é uma comunidade terapêutica localizada na cidade de Cachoeira, no interior da Bahia. Nesse ambiente os usuários têm a oportunidade de realizar atividades de laborterapia, na qual dedicam tempo para cuidar do campo e cultivar alimentos que serão consumidos na própria comunidade. Também entram em contato com pessoas preparadas para auxiliá-los em suas necessidades psicológicas, físicas e emocionais.

Além da comunidade terapêutica Pró-Vida, a ADRA também possuí outros projetos na área de recuperação de dependentes químicos. O Vidas Transformando Vidas, localizado em Campo Grande- RJ, já beneficiou aproximadamente 140 pessoas. O projeto Comunidade Terapêutica Pedra Fundamental, localizado em Juiz de Fora- MG, já possuí a estrutura necessária para receber 30 indivíduos, mas ainda não está funcionando, pois faltam recursos para a sua manutenção .

A ADRA já ajudou muitas pessoas a se recuperarem do vício, mas deseja ajudar muito mais. Você pode fazer parte destes projetos com a sua doação. Para saber mais informações acesse: http://adra.org.br/projetos-bahia/pro-vida-comunidade-terapeutica/

 

Como ajudar um dependente químico?

Vasti Rainer, coordenadora do projeto Pró-Vida, dá algumas dicas importantes para quem deseja ajudar usuários de drogas

Ouça. Dar atenção para quem está no vício é muito importante, estas pessoas possuem grande carência e necessidade de serem ouvidas.

Não recrimine. Trate com amor quem está nesta situação. Recriminar pode só piorar a situação.

Pergunte qual a melhor forma que você pode ajudar. Demonstre que você está disposto a auxiliar de diferentes maneiras, seja através de um abraço ou levando em alguma comunidade terapêutica.


Fatal error: Call to undefined function dsq_identifier_for_post() in /var/www/html/adra.org.br/wp-content/themes/adra/functions.php on line 520