ADRA Brasil promove doação de Sangue no dia de doar

img_5732-2

Na última terça-feira, 29 de novembro, aconteceu o Dia de Doar – campanha para estimular a prática da doação e solidariedade com as organizações da sociedade civil. A iniciativa global que surgiu nos Estados Unidos em 2012, está em sua quarta edição no Brasil, onde foram realizadas diferentes ações. Em Curitiba, um grupo de jovens adventistas contribuiu com a doação de sangue no Centro de Hematologia e Hemoterapia do Paraná (Hemepar).

Uma única bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas.

Uma única bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas.

 

Entretanto, mais do que em uma data específica, a intenção nessa localidade do País é colaborar a longo prazo. Para isso, a Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA) do Paraná, em parceria com o Ministério Jovem e liderança dos Desbravadores, deu início ao projeto que irá beneficiar os bancos de sangue durante o ano de 2017. A ideia é que em todos os sábados do ano, exista um grupo de no mínimo quinze pessoas, doando sangue.

“Hoje damos o pontapé inicial. Dessa maneira, teremos não só em um momento do ano ou em um programa específico só no dia de doar, e sim tornando uma realidade a doação regular, suprindo as necessidade do hemocentro. A cada doação transformamos vidas”, explica o diretor da ADRA Paraná, pastor Herber Kalbermatter.

Inicialmente o projeto acontecerá em Curitiba e região metropolitana envolvendo todas as congregações das duas sedes administrativas da Igreja Adventista que estão localizadas na capital. Porém, a ideia é que onde haja uma sede administrativa, existam igrejas participantes. “Onde tenha um campo, que ali exista uma marca da Igreja Adventista sendo solidária com a doação de sangue”, planeja Kalbermatter.

Cristina Pereira não pensou duas vezes em participar desta causa. A jovem já contou com a ajuda da doação de sangue para sua recuperação, e sabe o quanto este ato pode fazer a diferença na vida de alguém. “Às vezes as pessoas não sabem como ajudar o próximo, e uma das formas mias fáceis que a gente tem é a doação de sangue. Fez muita diferença na minha vida e eu quero fazer a diferença na vida das outras pessoas”, declara Cristina que além de doadora de sangue, quer ser doadora de medula óssea.

Cristina sabe a importância da doação de sangue. A atitude fez a diferença em sua vida, e agora ela quer fazer o mesmo na vida de alguém.

Para quem tiver interesse em participar deste projeto também, basta se dirigir ao Hemepar, localizado na Travessa João Prosdócimo, 145 – Alto da XV, Curitiba. Informe na hora do cadastramento que a doação será direcionada à campanha de número 18, da Igreja Adventista.