ADRA leva Páscoa da solidariedade para crianças na Bahia

Em projeto social, pais e filhos conheceram o verdadeiro significado da dataaaa

O mercado comemora: mesmo com a crise, as vendas na Páscoa tiveram crescimento de 1,3 % em relação a 2016, segundo projeção da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Longe das estatísticas comerciais, cerca de 150 crianças da comunidade de São Cristóvão, em Salvador, na Bahia, tiveram outra perspectiva: mais que consumo, Páscoa é tempo de solidariedade e aprendizado.

Foi o que ofereceu o escritório regional da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA Brasil) na Bahia. Com apoio de uma parceria com franquia de comércio de chocolates, foi possível lembrar a data da maneira como a Bíblia historicamente apresenta. Páscoa é lembrança da libertação dos hebreus da escravidão no Egito. É também memória do resgate de Jesus na cruz e sua vitória sobre a morte, como apontam os textos bíblicos.

Crianças ainda realizaram uma apresentação instrumental.

“Tivemos a oportunidade de mostrar o verdadeiro sentido da Páscoa para as crianças e seus pais nesta comunidade”, destaca Luís Fernando, gerente regional da agência humanitária adventista. Houve música com alunos do projeto. Destaque também para encenação da Santa Ceia, realizada pelas próprias crianças.

Tatiana Reimão, empresária e parceria da iniciativa, comemora. “O maior presente é o sorriso no rosto dessas crianças”, afirma. Teve chocolate de presente para cada uma delas. E teve também o reconhecimento de Margarete Dias, que tem duas crianças sendo atendidas pelo projeto. “O [projeto] Cidinho é muito importante para a comunidade, porque tira as crianças da rua e ainda ensina coisas importantes para elas”, lembra.

No Cidinho, as crianças têm aulas de música, informática, expressão artística e cidadania. Você pode ajudar o projeto por meio desta página. [Equipe ASN, Heron Santana]

 

Assista ao vídeo