Projeto da ADRA abre matrícula para cursos gratuitos

O Projeto Casa de Lió, que funciona em Itabuna, oferece 15 cursos de artesanato e música

019e1535-ad27-4c3a-a1b2-b8725f60fb33

Projeto Casa de Lió, que faz parte das iniciativas oficiais da ADRA Brasil – Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais-, abriu matrícula para 15 cursos artesanais gratuitos: Corte e Costura, Almofadas, Vagonite, Peças intimas, Tapetes, Bordado em Sandália, Bonecas, Feltro, Biscuit, Violão, Crochê, Bordado em Fitas, Pintura em Tecido, Pintura em fraldas, Pintura em Tela.

A matrícula pode ser realizada de 3 a 14 de julho, de 8h às 17h, na rua São Francisco, número 345, bairro de Fátima, Itabuna. Os interessados devem levar documento de identificação (RG) e 1 pacote de copos descartáveis.

As vagas são limitadas a 15 para cada turma, sendo que alguns cursos dispõem de mais de uma turma. As aulas começam no dia 31 de julho.

5f8be3e3-0a62-40cb-b78c-844536048867

O Projeto

Funcionando na cidade de Itabuna, sul da Bahia, desde 2014, o projeto já deu aulas para mais de 700 pessoas. A coordenadora, Carla Pitta, diz que os resultados têm sido positivos. “É algo tão gratificante que a gente até se emociona, ver o fluxo de pessoas aprendendo novas habilidades e depois se tornando voluntários também. Eu louvo a Deus por essa grande oportunidade que Ele me deu de trabalhar dessa forma, com pessoas maravilhosas, tanto alunos quanto voluntários, que desempenham muito bem esse papel”, contou.

Voluntariado e doações

Todos os cursos da Casa de Lió são ministrados por voluntários, que dedicam parte de seu tempo e compartilham conhecimento com os alunos. Marlene Barbosa foi a primeira professora do Projeto e se diz satisfeita com o trabalho realizado. “Comecei com uma aluna só e essa aluna trouxe muitas outras. É um trabalho maravilhoso e muito significante pra a gente”, revelou.  Assim como todos os projetos da ADRA, a Casa de Lió é mantida por doações, que podem ser feitas através do portal oficial.

Assista ao vídeo e conheça mais sobre essa iniciativa. [Equipe ASN, Evellin Fagundes]