Regional do Espírito Santo comemora o Dia Internacional da Mulher

IMG_20170308_085406584_HDRGuerreira e carinhosa, embora antagônicos, esses atributos retratam bem o caráter da mulher cristã, que luta pelos seus ideais, mas com a leveza e graça que lhe são característicos. Este foi o tema da comemoração realizada logo no início dos trabalhos na sede administrativa da Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais (ADRA Brasil), no Espírito Santo, em comemoração ao dia Internacional da Mulher.  Além de mimos, serenata e um desjejum especial, as mulheres foram convidadas a reafirmar o compromisso solidário e missionário de toda mulher adventista, através da investidura ao lenço do Ministério da Mulher.

IMG_20170308_082005690“A ADRA é o braço missional da Igreja Adventista, e as mulheres que desenvolvem o seu trabalho nesta Instituição sabem do seu duplo propósito: aliviar a dor e levar o amor. É isso o que Deus espera de cada uma de nós mulheres adventistas, seja nas Igrejas, aqui no escritório da ADRA ou lá na frente, nos convênios com os municípios”, explica Márcia Falcão, uma das líderes do Ministério da Mulher no sul do estado, que realizou a investidura de cerca de 20 funcionárias da ADRA.

De acordo com Juliana Bragança, organizadora do evento, os votos firmados hoje reafirmam o compromisso cristão de cada colaboradora da Instituição Adventista, que realiza suas atividades em nossa sede. “Somos uma instituição cristã que busca levar o caráter justo, misericordioso e amoroso de Cristo através de atos humanitários. É por este e muitos outros motivos que cada colaboradora da ADRA é também um Mensageira da Esperança”, afirma Juliana.

IMG_20170308_074740979“Nossa família ADRA é muito unida e engajada. As mulheres que exercem suas funções, seja aqui na sede ou nos 46 espaços que administramos através dos convênios com os municípios de Vitória, Serra, Vila Velha, Cariacica e Viana, não estão apenas desenvolvendo um ofício, um trabalho”, explica Leonardo Mendes, gerente financeiro da ADRA Brasil, regional Espírito Santo. “A cada atendimento realizado a um usuário, um cuidado prestado a uma criança acolhida ou um alimento que sacia o faminto, estão fazendo-o também à Cristo”, finaliza Mendes. [Equipe ASN, Carla Ferraz].