ADRA Roraima faz doação de mais de 260 protetores faciais para profissionais e instituições de saúde e segurança pública

 em Roraima

Investir em parcerias e na produção de EPI’s, é uma das grandes ações encontradas pela Agência Adventista de Recursos Assistenciais (ADRA) para ajudar não só pessoas de vulnerabilidade social, mas também, a comunidade.

Assim, a Agência Adventista passou a produzir e fazer as doações  desses equipamentos como auxílio  ao enfrentamento do para novo coronavírus, cujo objetos são para fins de de instrumento à execução de ações de saúde e segurança.

De acordo com a Química da ADRA, responsável pelas produções de alguns EPI’s e pelo laboratório da instituição, o uso de protetores faciais, especialmente por profissionais que atuam na linha de frente no combate a COVID-19, tornou-se indispensável no dia a dia, na rotina de trabalho mesmo diante do isolamento social. “Entendemos que, estes objetos, sãos ainda uma das primeiras barreiras eficientes de proteção contra o contágio da doença, que o uso correto é importante tanto para os profissionais, quanto para a sociedade em geral”, explicou.

Ao todo foram doados  110 protetores faciais (Face Shield), para a Clínica Médica Especializada Coronel Mota e 60 unidades para Polícia Civil de Roraima, que beneficiará os profissionais que estão na linha de frente no combate à COVID-19. As instituições receberam os protetores mediante a um termo de doação celebrados entre as duas partes, como uma forma de compromisso e parceria.

O delegado Geral da Polícia Civil, Herbert de Amorim Cardoso, recebeu os representantes da equipe da ADRA, o diretor Regional Pr. Arlindo Kefler e a Química Sarah Simões, responsável pelas produções e pelo laboratório da instituição, agradeceu e parabenizou a Agência pela iniciativa e preocupação com a saúde dos agentes civis.

“Em nome da Polícia Civil de Roraima, quero agradecer imensamente a ADRA e parabenizar pela iniciativa, em fazer essas doações desses protetores faciais. Tenho certeza de que será muito útil para o nosso quadro efetivo, porque  vamos distribuir para os profissionais de segurança que estão na linha de frente no atendimento ao público Destaco que mesmo em período de pandemia, não paramos, pois se trata de uma atividade essencial, e nós sabemos que o risco de contato são bem maiores, e eles estão se doando para segurança pública diariamente e  continuamos com nossa missão de proteger a todos.

“Então ter uma instituição preocupada nesse sentido, com a segurança e saúde de nossos policiais, é de grande importância e respeito. Só tenho a agradecer muito mesmo, que Deus possa estar abençoando a vida de cada um de todos nós que estamos nessa batalha, ficamos muito honrados e agradecidos por essa iniciativa”, destacou.     

Além das instituições de saúde e segurança pública, outros 97 protetores faciais foram entregues aos colaboradores e voluntários da ADRA, os quais são agentes de campos, monitores e profissionais da saúde que atuarão dentro das Unidades Básicas e Saúde do município.

Impressoras 3D’s que produzem os protetores faciais foram doadas pelo Ministério Público do Trabalho

 Por meio do projeto “ADRA em Movimento – Enfrentamento ao COVID -19”, foi realizada uma parceria com o Ministério Púbico do Trabalho para financiar a aquisição de duas impressoras 3D’s Flashforge  e insumos para a produção de material  de uso preventivo para o enfrentamento da COVID-19, como filamento de cores variadas e acetato kotherm para fabricação de escudo facial.

As produções iniciaram no mês de julho, com 16 unidades diariamente, tendo um tempo total de 1h para cada. Os primeiros protetores faciais já começaram a serem entregues às instituições de saúde, segurança pública, e a proposta é alcançar outros públicos como as organizações não governamentais e à comunidade em geral.

 

Josiele Oliveira

Jornalista e voluntária  na ADRA/RR

Postagens Recentes