Projeto realizado pela ADRA em parceria com a embaixada do Canadá beneficiará mais de mil pessoas entre brasileiras e migrantes

 em Roraima

A Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais – ADRA em Roraima com Fundo Canadá para Iniciativas Locais (CFLI), estão unindo forças para que, juntos, consigam transformar vidas e mudar a realidade de pessoas que vivem em situações de vulnerabilidade social dando mais dignidade e esperança para dias melhores.  

O projeto em execução é desenvolvido pela equipe de Saúde da ADRA, e supervisionado pela coordenação do Projeto Emergência Roraima. O objetivo é oferecer melhor acesso aos serviços básicos de saúde e essenciais às mães lactantes venezuelanas e brasileiras, no Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth (HMI). A ideia também é abordar e fazer conhecer temáticas prioritárias como Igualdade de gênero e empoderamento de mulheres e meninas, Direitos Humanos e dignidade humana (incluindo direitos dos povos indígenas, dos imigrantes e das minorias visíveis), por meio de palestras e materiais audiovisuais.

A primeira ação nesse sentido aconteceu durante o final de semana, onde foi preparada uma programação especial. No auditório da maternidade, houve um momento da apresentação do projeto para os servidores da unidade com o Diretor Regional da ADRA, Arlindo Kefler e a Assessora de Comunicação da ADRA Brasil, Silvia Tapia.

Participaram do momento as representantes da unidade, a diretora de Enfermagem Natália Azevedo, a diretora de Ensino e Pesquisa, Raissa Rodrigues, e enfermeiros e técnicos de enfermagem, equipe da Agência e convidados.

Comprometidos com a missão, voluntários e colaboradores não mediram esforços. Foi preciso organização, logística e controle para que as equipes conseguissem passar por todos os blocos, pela casa da gestante, e entregar mais de 100 kits de higiene pessoal e cartões eletrônicos para aquisição do kit neonatal.

Joanny Anaiz Narvaez, tem 17 anos, é migrante venezuelana vinda do abrigo do município de Pacaraima. Mãe pela segunda vez, há 12 dias está na casa da gestante, um anexo à maternidade onde ficam as mães que estão com seus bebês internados na UTI Neonatal. Ela foi uma das beneficiárias e relatou como se sentiu. “Estou muita feliz, agradecida a Deus e a vocês por ter esse cuidado, eu estava precisando muito e não sabia como seria esses dias, até que Deus os enviou para nos ajudar”, destacou emocionada.

De acordo com o diretor da ADRA, “O Fundo Canadá para Iniciativas Locais, é uma resposta às necessidades de centenas de mães que entram diariamente na maternidade. Esse projeto nasceu no nosso coração porque sabemos da realidade que essas mulheres e meninas passam, e o nosso papel é ajudar, trazer paz e alegria aos seus corações, doando não só itens materiais, mas o nosso tempo, compaixão e amor ao próximo”, ressaltou Arlindo Kefler.

O projeto com o Fundo Canadá tem mais um objetivo, o de alcançar todos servidores da maternidade, dando melhores condições de trabalho, apoio psicossocial realizando  palestras, treinamentos, entre outros. E na primeira ação, foram doados mais de 500 itens de proteção individual para os profissionais de saúde da unidade, como tocas, sapatilhas e aventais descartáveis, máscaras cirúrgicas e protetores faciais, como forma de valorização da sua força de trabalho.

Para a diretora de enfermagem do HMI, a parceria chegou no momento certo, e ressaltou a importância da iniciativa. “Estamos muitos felizes e agradecidos pela parceria, sem dúvida, irá fazer a diferença na vidas dessas mães, principalmente aquelas que, muitas vezes, chegam aqui com poucas condições, com a saúde e psicológico fragilizado. Ressaltamos também a importância do projeto abranger nossos servidores, pois assim, unindo forças conseguiremos dar melhor condição de trabalho e estímulo”, afirmou.

O projeto tem duração de seis meses e, até o término, mil pessoas deverão ser beneficiadas e outras ações serão desenvolvidas, entre as principais estão a reativação da sala de parto humanizado com todos os equipamentos necessários, além de doações de bolas e aparelhos de massagem.

Josiele Oliveira

Jornalista

 

 

 

Postagens Recentes