Mulheres beneficiadas pelo Projeto Swan são atendidas no setembro amarelo

 em Amazonas

Roda de conversas sobre saúde emocional é oferecida para venezuelanas que estão sob atendimento do Projeto SWAN

No Brasil o mês de setembro é dedicado a prevenção do suicídio através da campanha denominada setembro amarelo. Com o intuito de gerar reflexão sobre o assunto, nos dias 26 e 27 de setembro, a psicóloga e voluntária Shirley Oliveira, foi convidada pela ADRA para uma roda de conversa com as venezuelanas beneficiadas pelo projeto SWAN Regional Manaus.

Foto: Thaís Fonseca/ADRA

Foram discutidos temas como depressão, resiliência e empoderamento. Despertando as migrantes para um novo olhar sobre a vida e esperança de um futuro melhor. Dessa forma as elas puderam partilhar um pouco de suas experiências durante a mudança para o Brasil. Uma venezuelana que não quis se identificar, conta que era engenheira ambiental e dona de comércio, mas perdeu tudo e veio para o Brasil com a família. Encaminhada pelo Projeto SWAN, hoje trabalha como auxiliar de limpeza em uma sorveteria e sonha em montar o próprio negócio.

Foto: Thaís Fonseca/ADRA

A grande dificuldade dessas mulheres é reconstruir suas vidas e apagar os últimos acontecimentos. Muitas ainda têm família na Venezuela. Outras preferem voltar a passar necessidade em seu país de origem, do que viver com medo do desrespeito e discriminação em um novo ambiente. “É triste quando o outro se sente indigno, maltratado, inferior.  Escutar uma palavra de esperança de novo, é um alívio para alguém que naquele momento está num sofrimento tão grande e está quase desistindo”, afirma a psicóloga Shirley. Ela se diz feliz por poder levar um pouco de alívio para essas mulheres.

Foto: Thaís Fonseca/ADRA

Ao término da roda de conversa, emocionadas elas agradeceram a oportunidade de falar e serem ouvidas. “Hoje eu entrei aqui triste e saí renovada” ressalta a venezuelana.

Postagens Recomendadas